Com atrações inéditas, o festival Back2Black volta a sacudir a Estação Leopoldina

O fino da bossa

Com atrações inéditas, o festival Back2Black volta a sacudir a Estação Leopoldina

por Rachel Sterman | 21 de Novembro de 2012

Maior festival de música negra da América Latina, o Back2Black retorna à Estação Leopoldina em sua quarta edição, de sexta (23) a domingo (25). Depois de uma bem-sucedida empreitada em Londres, em julho deste ano, o evento, que desta vez não passará por São Paulo, reunirá mais de vinte atrações musicais nacionais e internacionais, divididas em dois grandes palcos — Sérgio Marimba assina a direção de arte do festival, que contará, ainda, com a exposição de trinta trabalhos do desenhista e pintor argentino, mas baiano por adoção, Carybé (1911-1997). Completam a programação inspirada pela cultura afro debates e palestras sob curadoria do escritor angolano José Eduardo Agualusa.

LAURYN HILL 

 

 
Famosa, na mesma medida, como diva temperamental e um inigualável talento feminino do soul e do hip-hop, a cantora e compositora americana esteve no Rio em 2010 — quando aborreceu os fãs com atrasos e um certo alheamento no palco. Em um bom dia, no entanto, a intérprete do emblemático CD The Miseducation of Lauryn Hill, de 1998, justifica as sete estatuetas do Grammy que guarda na estante e os mais de 35 milhões de discos vendidos. Atração principal da sexta (23), Ms. Lauryn Hill, como prefere ser chamada, deve passear por repertório que inclui Killing Me Softly, seu primeiro single de sucesso, Ready or Not, gravada com o The Fugees, o grupo que a catapultou para a fama, e a nova Black Rage, candidata a fazer parte do próximo disco, ainda sem previsão de lançamento.

FATOUMATA DIAWARA

 

 

 
Com apenas 30 anos, a cantora, compositora e guitarrista malinesa é um dos principais expoentes da música africana contemporânea. Símbolo da resistência à repressão da sociedade em seu país, a artista, que começou como atriz de filmes nacionais, foi obrigada a largar a carreira ao ser avisada sobre um casamento arranjado pela família. Um convite da companhia de teatro francesa Royale de Luxe a estimulou a escapar para Paris. Depois de dar muito expediente como cantora de cafés, Diawara conquistou prestígio e já dividiu o palco com craques como o pianista de jazz Herbie Hancock e o roqueiro Damon Albarn (Blur, Gorillaz). Pela primeira vez no Brasil, ela apresenta no domingo (25) canções de seus dois discos autorais, com faixas como Sowa e Clandestin.

MISSY ELLIOTT

 

 

 

Maior símbolo do rap americano atual, um habitual reduto de vozes masculinas, Elliott andou sete anos afastada da cena musical por problemas de saúde. De volta aos palcos e pela primeira vez no Rio, a vencedora de cinco Grammy apresenta canções próprias, a maioria produzida com o parceiro e amigo de infância Timbaland. No sábado (24), ela vai entoar na Leopoldina hits como The Rain (Supa Dupa Fly) e Get Ur Freak On, além de singles lançados neste ano — as recentes 9th Inning e Triple Threat devem fazer parte de seu sétimo álbum de estúdio, Block Party, com previsão para chegar às lojas ainda neste ano.

HUGH MASEKELA 

 

 

Aos 72 anos, o compositor e trompetista sul-africano é o autor de Bring Him Back Home, adotado como um balançante hino em defesa da libertação de seu conterrâneo Nelson Mandela, durante a luta contra o apartheid. Com mais de quarenta discos no currículo, Masekela já tocou ao lado de estrelas do porte de Paul Simon, Fela Kuti e The Byrds. Pela primeira vez no Rio, o músico apresenta no sábado (24) seu estilo, que mistura jazz e ritmos africanos, em arranjos para composições de vários artistas — gentil com a plateia, ele inclui no programa homenagens a Tom Jobim e Jorge Ben Jor.

PROGRAMAÇÃO 

Sexta (23), 19h (abertura dos portões)

Palco Estação
21h15 Martinho da Vila com Manecas Costa, Virgínia Rodrigues, Tito Paris, Riachão e Mart’nália. 23h Nneka (Nigéria). 0h30 Lauryn Hill. 2h DJ Ricardo Imperatore.

Palco Petrobras
20h30 Novíssimos. 22h Siba. 23h45 Júpiter & Okwess International.

Sábado (24), 17h30 (abertura dos portões)

Palco Estação
21h30 Naná Vasconcelos com Rio Maracatu, Lura e Jorge Du Peixe. 23h Hugh Masekela. 0h40 Missy Elliott.
1h45 DJ Leo Justi.

Palco Petrobras
21h Flávio Renegado. 22h30 Emicida.
0h Os Pilukas, Noite Dia e Francis Boy.

Domingo (25), 16h30 (abertura dos portões)

Palco Estação
20h Gal Costa. 21h40 Fatoumata Diawara.
23h40 Santigold.

Palco Petrobras
19h30 Dona Odete e dançarinos de carimbó. 21h Daúde. 22h40 Sany Pitbull com Gerson King Combo.

Back2Black. Estação Leopoldina (4 000 lugares). Avenida Francisco Bicalho, s/nº, Centro. Ingressos, ☎ 4003-1212. Sexta (23) a domingo (25). 2º lote: R$ 150,00 (um dia) a R$ 370,00 (três dias). http://www.ingressorapido.com.br. http://www.back2black.com.br.

Fonte: Veja Rio

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s