Trem do Samba | Dia Nacional do Samba | 2 de dezembro

Dia Nacional do Samba

Data: 29/Novembro até 02/Dezembro

Endereço: Av. Presidente Vargas
Local: Central do Brasil
Descrição:

Criado por decreto-lei, O Dia Nacional do Samba, 2 de dezembro, é o reconhecimento aos artistas e a todos aqueles que, ao longo de muitos anos, fizeram do Carnaval a maior expressão da cultura popular brasileira. O IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico Artístico e Nacional aprovou, em 9 de outubro de 2007, em votação de seu conselho consultivo, o samba carioca como patrimônio cultural imaterial do Brasil, nas suas três principais formas de expressão: o partido alto, o samba de terreiro e o samba-enredo.
 
Trem do Samba – O Trem do Samba  mantém a tradição nas comemorações do Dia Nacional do Samba.  Rodas de samba e grupos tradicionais cariocas ocupam os vagões de trens numa festa super animada, da Central do Brasil a Oswaldo Cruz.

A 17ª edição chega com três dias de muita alegria, arte e, claro, música para os cariocas. O evento começa nos dias 29 e 30 de novembro, quando uma série de shows, incluindo, entre outros, Fundo de Quintal, Orquestra Tabajara e Jorge Aragão, agitará dois palcos montados nas ruas João Vicente e Átila da Silveira, em Oswaldo Cruz. Mas é no dia 1º de dezembro que a festa tem seu auge: nesta data, quatro trens e 36 vagões já estão reservados para levar o público ao bairro que viu nascer grandes cantores e compositores das mais variadas gerações.

“O Trem do Samba nasceu com o objetivo de promover a interação entre os grandes nomes do samba e o público, além de levar conhecimento por meio do resgate dessa cultura. O que nós estamos fazendo é uma recriação das rodas de samba tradicionais”, afirma Marquinhos de Oswaldo Cruz, contando que, em 2012, o grande homenageado será o Chico Santana, representante da Velha Guarda da Portela e autor do hino da Portela entres tantas outras canções como “Saco de feijão”.

A programação começa a partir das 15h, na Central do Brasil, com shows das Velhas Guardas dessas e outras tradicionais escolas — como Mangueira, Salgueiro e Vila Isabel —, além de Delcio Carvalho, Noca da Portela, Serginho Procópio, Monarco, Surica, Wilson Moreira, Baianinho, bateria do Mestre Faísca e Marquinhos de Oswaldo Cruz, este último, músico e idealizador do projeto. Partindo de lá, é no bairro de Oswaldo Cruz que, mais uma vez, o público encontrará outros quatro estrelados palcos. Estes recriarão a raiz do samba com alguns de nossos bambas: Arlindo Cruz, Martn’Alia, Martinho da Vila, Dona Ivone Lara, entre outros.

Além disso, uma novidade promete atrair muitos estudiosos e intelectuais à Zona Norte este ano. Foi criada uma Lona do Conhecimento, que abrigará, nos dias 29, 30 e 1º, sempre às 18h, palestras ministradas com a temática do gênero musical.

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s