Atrações culturais gratuitas | Janeiro de 2013

Para animar o primeiro fim de semana de 2013, a Prefeitura do Rio promove atrações gratuitas por toda cidade. Com classificação livre, a programação pode ser curtida por toda a família. E há opções para todos os gostos: teatro, exposição, dança, leitura e oficina.
A dança está garantida com o projeto Roda de Danças Populares. Todo primeiro sábado de cada mês, a Cia. Banto anima o público com uma apresentação que retrata a herança cultural afro-brasileira, como jongo, ciranda e outros. Neste sábado (05), o espetáculo acontece das 15h às 17h, no Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo.

 

Para quem curte uma peça teatral, o projeto Irmãos Brothers no Parque, contemplado com o FATE 2012, virará Santa Teresa de ponta-cabeça. Todos os sábados de janeiro, às 17h, o grupo ocupará o Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas.
A programação infantil do Brincando na Lona invadi a Lona Cultural Municipal Herbert Vianna, na Maré, com brincadeiras, contação de histórias, fabricação de brinquedos, cinema e muito mais, neste sábado (05), das 11h às 14h30.
Quem gosta de ler pode aproveitar este sábado para participar do Troca-Troca de Livros na BRT, das 10h às 16h. O projeto acontece na Estação Alvorada, na Barra da Tijuca.
No Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica, acontecem três exposições: Antonio Bokel – Transfiguração do Rastro; Emmanuel Nassar | “Este Norte”; e Henrique Oliveira. A primeira tem como proposta reforçar o papel da instituição como centro de referência da arte contemporânea carioca, capaz de abrigar não apenas os nomes consagrados, mas abrir portas para novos artistas, curadores e produtores. Antonio Bokel utiliza o espaço e o caos urbano como suporte para intervenções e matéria-prima para suas obras. Nesta mostra, pinturas e esculturas entrecruzam a influência de tradições, como o expressionismo abstrato norte-americano e o grafite, com uma leitura lúcida do cotidiano carioca.
A exposição individual de Emmanuel Nassar, sob curadoria de Felipe Scovino, apresenta cerca de 55 trabalhos – pintura sobre tela, papel e chapas metálicas, e fotografias – datados entre 1988 e 2012, exemplificando a multiplicidade de leituras da obra do artista paraense, radicado em São Paulo.
Já o paulista Henrique Oliveira inaugura a maior exposição individual de sua carreira, sob curadoria da cientista social e historiadora de arte Vanda Klabin. São oito pinturas e cinco esculturas nunca mostradas nesta cidade, datadas de 2008 a 2012, entre as quais algumas inéditas dentro e fora do país, emprestadas de coleções particulares e institucionais.
As exposições ficam abertas até 03 de fevereiro, de terça a sexta, das 11h às 18h, sábado, domingo e feriado, das 11h às 17h.
Outras opções de exposição pela cidade:
Exposição Fil – a exposição retrospectiva das 10 edições do Festival Internacional Intercâmbio de Linguagens apresenta o olhar conceitual da fotógrafa Ilana Bessler, em que são explorados os movimentos, cores e formas dos espetáculos. As fotos foram feitas durante as apresentações, em geral na estreia, quando a fotógrafa assume o olhar do espectador observador, fazendo um recorte de imagens e destacando os elementos visuais mais marcantes de cada produção. De terça a domingo, das 14h às 21h. Teatro Municipal do Jockey. Classificação: livre.
Mestres – exposição em homenagem aos grandes Mestres da Cultura Infância, entre eles, Lucia Coelho, a “Coelha”, como é carinhosamente chamada pelos amigos e alunos, Ilo Krugli do Vento Forte e Jorginho de Carvalho. De Terça a Domingo, das 14h às 21h. Teatro Municipal do Jockey. Classificação: livre.
Rio Dança – a exposição oferece ao público um amplo panorama, a partir de instalações, vídeos e projeções, de quatro territórios de circulação da dança no Rio de Janeiro: Rua, com as danças populares; Salão, as danças de salão; Palco, com as danças cênicas; e Virtual, com as videodanças e novas tecnologias incorporadas à dança. De terça-feira a domingo, das 10h às 18h. Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro. Classificação: livre.
Rio Música– a mostra, que faz parte do Programa “Rio Música”, focaliza os diversos aspectos da prática musical no Rio de Janeiro desde os tupinambás até o século XXI, através de instalações interativas, vídeos e instrumentos musicais. Curadoria de Rosana Lanzelotte. De terça a domingo, das 10h às 18h. Centro Municipal de Referência da Música Carioca Arthur da Távola. Classificação: livre.
fonte :prefeitura rj
Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s