Henfil ganha exposição no Rio de Janeiro

Tirinha da Graúna, um dos personagens mais famosos de Henfil

Para registrar os 25 anos de morte do cartunista Henfil, o Instituto Henfil vai realizar uma exposição sobre a obra do genial criador dos personagens Graúna, Zeferino, Bode Orelana, os Fradins e onça Glorinha. A programação da homenagem foi organizada por Ivan de Souza, filho do artista e Sasha Rodrigues, neto do jornalista Nelson Rodrigues. Hemofílico, Henrique de Sousa Filho, o Henfil, faleceu em 4 de janeiro de 1988 em decorrência de complicações da Aids, contraída em uma transfusão de sangue.

Até o dia 28 de fevereiro, serão exibidos no Rio Previdência Cultural diversos trabalhos do autor, entre eles as tirinhas da Graúna, publicadas em periódicos como ‘O Pasquim’ e ‘Jornal do Brasil’. Era por meio das histórias desse passarinho preto, um dos seus personagens mais conhecidos, que Henfil falava sobre os problemas políticos e sociais do Nordeste brasileiro. Estereotipada, a Graúna vivia com fome e sempre criticava o ‘Sul Maravilha’ em seus questionamentos políticos. “Trabalhos históricos, como as charges para a campanha das ‘Diretas Já’ e da ‘Anistia’ também serão expostos. Estou fazendo esta homenagem ao meu pai, no peito e na raça, sem patrocínio”, contou Ivan.

Os textos de ‘Cartas da Mãe’, que Henfil publicava desde os anos 1970, primeiramente em ‘O Pasquim’ e depois na última página da revista ‘Isto é’, também fazem parte do acervo do evento e serão lidas na inauguração da exposição. Eram textos com discreto tom político sobre o cotidiano do Brasil, a censura e a repressão militar. Henfil comentava também de forma sutil a ausência de seu irmão Betinho, que estava exilado desde 1971. Segundo Ivan, a maioria das cartas não sofria censura por causa do teor familiar. “Ele sempre assinava essas cartas”, aponta Ivan. “Não eram crônicas, mas um desabafo emocional, uma crítica velada.”

Ao longo da exposição no Rio de Janeiro, os visitantes poderão assistir ao documentário ‘Três Irmãos de Sangue’, lançado em 2006. Dirigido por Ângela Patrícia Reiniger, o filme conta a vida dos irmãos hemofílicos Betinho, Henfil e Chico Mário, que transcenderam sua precária condição de saúde para enfrentar a ditadura no Brasil, lutar contra a Aids e brilhar em suas áreas de atuação: a sociologia, o humor e a música.

Os fãs do cartunista mineiro também poderão conferir o longa-metragem de ficção ‘Tanga – Deu no New York Time’, que foi dirigido por Henfil e roteirizado em parceria com Jofre Rodrigues. No elenco do longa premiado no Festival do Rio de 1987 estão Flávio Migliaccio, Ricardo Blat, Elke Maravilha, Cristina Pereira, Chico Anísio, Jaguar, Daniel Filho, Haroldo Costa, Ernane Moraes e Fausto Wolff. “O título é porque o Henfil sempre falava que as pessoas só levavam a sério aquilo que era publicado no jornal nova-iorquino. Infelizmente ele faleceu antes do filme entrar em cartaz”, lamenta Ivan.

Outros dois documentários também fazem parte da programação. O primeiro é ‘Cartas da Mãe’ produzido a partir de textos de Henfil e narrados por Antônio Abujamra. “Gostei muito do resultado final. Também passaremos um dos episódios da série ‘Profissão Cartunista’, produzido por Marisa Furtado para a TV Senac.”

Além da exposição que marca os 25 anos da morte do cartunista, Ivan conta que ainda este ano serão lançados três livros da série ‘Sapo Ivan’. A coleção para crianças é recheada de desenhos que o artista fez exclusivamente para seu filho, quando era criança. “Um dos capítulos foi destacado pela revista ‘Crescer’ como um dos melhores livros infantis de 2012. Até o meio do ano, todos devem ser publicados.”

Essas serão apenas algumas das ações que o Instituto Henfil realizará nos próximos anos. A entidade foi criada em 2009 com a proposta de manter vivas a história e a obra do cartunista, escritor, jornalista e cineasta. Fazem parte do Conselho Consultivo Ziraldo, Zuenir Ventura, João Bosco e Paulo Betti. Na diretoria, além de Ivan, estão também Glorinha de Souza, irmã de Henfil e inspiradora da personagem Onça Glorinha e Sasha Rodrigues. “No futuro, quero criar um espaço cultural próprio para expor permanentemente os desenhos dele e possibilitar que as pessoas tenham acesso à sua arte.”

 

SERVIÇO:
Data: De 25 de janeiro a 28 de fevereiro
Local: Rio Previdêncial Cultural
Endereço: Avenida Professor Manoel de Abreu, nº 300 – Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)

Fonte: http://www.nosdacomunicacao.com.br/

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s