Saiba mais sobre o Museu de Arte do Rio (MAR)


EXPOSIÇÕES:

3º Andar
Rio de Imagens: Uma Paisagem em Construção
Curadoria – Rafael Cardoso e Carlos Martins
Duração: 01/03 a 28/07
A exposição Rio de Imagens: Uma Paisagem em Construção ocupa o terceiro andar do pavilhão de exposições do MAR – o primeiro no fluxo de visitação proposto pelo museu – e retrata as transformações do cenário urbano e a construção do imaginário sobre o Rio de Janeiro, por moradores e visitantes. Com curadoria de Carlos Martins e Rafael Cardoso, a mostra conta com aproximadamente 400 peças e mostra a evolução da cidade ao longo de quatro séculos.

Além de importantes obras da arte brasileira dos séculos XIX e XX – entre elas, quadros de Tarsila do Amaral, gravuras de Lasar Segall e aquarelas de Ismael Nery –, a exposição apresenta objetos do cotidiano que são diretamente influenciados pela paisagem carioca, como objetos de decoração, fotos, desenhos e gravuras. A arte contemporânea ganhará um espaço exclusivo na mostra com um apanhado da produção artística brasileira dos anos 50 até os dias de hoje. Três instalações multimídia, criadas especialmente para a exposição, ajudarão o visitante a imaginar a cidade em sua dimensão histórica e afetiva.

2º Andar
O Colecionador : Arte Brasileira e Internacional na coleção Boghici
Curadoria – Luciano Migliaccio e Leonel Kaz
Duração: 01/03 a 01/09
Concebida por Aprazível Edições e Arte, com curadoria artística de Luciano Migliaccio e Leonel Kaz, projeto cenográfico assinado por Daniela Thomas e Felipe Tassara e programação visual de Jair de Souza, a exposição apresentará 136 peças da coleção particular do marchand Jean Boghici. De forma lúdica, a mostra vai propor um mosaico da nossa arte e história, no século XX. O recorte curatorial se inicia com a Missão Francesa de 1816 e se estende aos dias de hoje. Entre pinturas e esculturas, O Colecionador irá reunir obras de Di Cavalcanti, Brecheret, Guignard, Vicente do Rego Monteiro, Rubens Gerchman, Antonio Dias, Calder, Lucio Fontana, Morandi, Kandinsky, Max Bill e outros 70 artistas.

1º Andar
Vontade Construtiva na Coleção Fadel
Curadoria – Paulo Herkenhoff e Roberto Conduru
Duração: 01/03 a 07/07
Com cerca de 230 peças, a mostra pretende exibir um expressivo e histórico conjunto de obras da coleção Fadel, produzidas por artistas plásticos brasileiros representantes dos movimentos concreto e neoconcreto, que surgiram e se desenvolveram durante as décadas de 1950 e 1960. E apresentar também obras significativas deste período artístico pertencentes ao acervo do Museu de Arte do Rio – MAR, adquiridas ou doadas recentemente, como o São José de Botas, de Aleijadinho, que aparece em meio a coleção de obras sacras do colecionador e outras peças do acervo do museu.

Um dos principais objetivos da exposição é demonstrar a relação direta que os movimentos modernos e pós modernos no Brasil tiveram, e ainda têm como alicerces sólidos para a edificação cultural do país – vitais no desenvolvimento socioeconômico. Vontade Construtiva na Coleção Fadel reunirá obras de Willys de Castro, Hercules Barsotti, Lygia Clark, Franz Weissemen, Ligya Pape, Hélio Oiticica, Aloísio Carvão, Avatar de Moraes, Amilcar de Castro e Almir Mavigner, entre outros.

Térreo
O Abrigo e o Terreno – Arte de Sociedade no Brasil I
Curadoria – Clarissa Diniz e Paulo Herkenhoff
Duração: 01/03 a 14/07
A exposição concentra sua atenção na ocupação do espaço público, na dinâmica da sociabilidade. Questões como as relações de inclusão e exclusão no contexto urbano; a constituição da propriedade, a ideia de posse e usufruto dos espaços sociais; a discussão das instâncias do público e do privado; as lógicas de concepção e organização das cidades, situações de reforma do planejamento urbano; e a constituição de espaços de convivência, encontro e antagonismo, dentre outras, serão abordadas na mostra. Com obras de Antonio Dias, Antonio Manuel, Bispo do Rosário, Helio Oiticica, Lucia Koch, Lygia Clark, Lygia Pape, Marepe, Raul Mourão, Rochele Costi, Waltercio Caldas e os coletivos Ocupação Prestes Maia, E-OU, Opavivará, entre outros, O Abrigo e o Terreno tem curadoria de Clarissa Diniz e Paulo Herkenhoff e inaugura o projeto “Arte e Sociedade no Brasil”, que deve ser trabalhado pelo MAR nos próximos quatro ou cinco anos.

SERVIÇO:
O Museu de Arte do Rio fica na Praça Mauá e pode ser visitado de terça-feira a domingo, e nos feriados, das 10h às 17h, com ingressos a R$ 8,00 (R$ 4,00 meia-entrada). Às terças-feiras a entrada é franca. O museu não funciona ás segundas.
De quarta a domingo, há gratuidade para os seguintes grupos (todos precisam apresentar documentação): alunos da rede pública de Ensino Médio e Fundamental; crianças com até 5 anos de idade; pessoas com mais de 60 anos; professores da rede pública; membros do ICOM e profissionais de museus; e grupos em situação de vulnerabilidade social em visita.
Para agendar uma visita, o interessado deve entrar em contato com a Central de Informações do MAR através do telefone (21) 2203-1235 begin_of_the_skype_highlighting GRÁTIS (21) 2203-1235end_of_the_skype_highlighting ou pelo e-mail info@museudeartedorio.org.br.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s