POP | O que é o contemporâneo ?

Curso
Inscrições pelo tel. (21) 2286-3299 ou pelo site
www.polodepensamento.com.br

Ao longo de 5 encontros, destacados críticos de arte irão se dedicar a apresentar as diferentes dimensões da arte contemporânea: do conceito à dimensão histórica, encerrando com considerações sobre o futuro da arte.

5 aulas, quartas-feiras: 19h30-21h30

8 de maio Paulo Sergio Duarte
Apresentação e discussão dos principais conceitos que norteiam a arte contemporânea, partindo de algumas ideias de Giorgio Agamben sobre o “contemporâneo”.

15 de maio Paulo Venancio Filho
A arte contemporânea como protagonista do mundo atual: arte e vida tendem a se confundir irremediavelmente. O fim das classificações e categorizações estáveis e uma movimentação cada vez mais desimpedida e plural, sem fronteiras subjetivas, culturais ou geográficas. A imposição de uma nova temporalidade.

22 de maio Paulo Sergio Duarte
Quando a busca, o desejo e a vontade de produzir sentido são o traço sensível da arte atual, é necessário traçar a genealogia da arte contemporânea discutindo suas relações e tensões com a arte moderna.

29 de maio Luiz Camillo Osório
A arte contemporânea e o museu. Até muito recentemente só expunham nos museus e entravam para as coleções institucionais artistas com uma trajetória constituída e já legitimada pelo circuito. Agora, tudo parece caber no museu. Como se deu esta mudança? O que se ganhou e quais os riscos de uma absorção generalizada? Qual o papel de um museu de arte contemporânea no Brasil?

5 de junho Paulo Sergio Duarte
A arte hoje e amanhã. O conceito de arte como mercadoria e a incursão da arte na indústria do entretenimento. A democratização da arte e a mudança no regime da fruição estética.


Paulo Sergio Duarte é crítico, professor de história da arte e pesquisador da Universidade Candido Mendes na qual dirige o Centro Cultural Candido Mendes. Publicou, entre outros, Arte Brasileira Contemporânea – um prelúdio (2008), A Trilha da Trama e outros textos sobre arte (2004), Carlos Vergara (2003), Waltércio Caldas(2001) e Anos 60 – Transformações da arte no Brasil (1998).

Paulo Venancio Filho é curador, crítico de arte, professor titular na Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro e pesquisador do CNPq. Publicou textos sobre vários artistas brasileiros entre eles Antonio Manuel, Hélio Oiticica, Cildo Meireles, Lygia Pape, Waltercio Caldas, Mira Schendel, Franz Weissmann, Iole de Freitas, Carlos Zilio, Anna Maria Maiolino e Nuno Ramos.

Luiz Camillo Osório é professor do Departamento de Filosofia da PUC-Rio. Curador do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro.

 

Clique aqui para se inscrever
POP-Pólo de Pensamento Contemporâneo
Rua Conde Afonso Celso, 103 – Jardim Botânico – CEP 22461-060
Tel. (21) 2286-3299 e 2286-3682
Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s